Monthly Archives: Novembro 2009

Código Ética

Código Ético Deontológico

O Código Ético Deontológico na sua universalidade

Deus quis que o Homem sonhasse e não mais parasse

Esta frase tem tanto de verdade como de mentira.

As trevas foram lançadas

A utopia cegou a vista dos homens

Abriu a porta do abismo para não mais ser fechada

 

Hoje em dia e cada vez mais a ética, a deontologia, a moral, tal como os princípios básicos da sociedade são fumaça. Hoje a cada dia que passa percebemos que vivemos num mundo onde esses códigos e princípios não têm lugar. A falta de princípios humanos deu lugar ao poder daqueles que tem um poder económico considerável e com esse poder criar condições para obterem mais poder da forma mais macabra do ser ou seja: a pobreza cada vez mais é bem vinda por que o mundo não é para quem sonha conquista-lo é para quem, pode conquistá-lo.

Qual ética, qual deontologia!? Num mundo virado para dentro é como vivêssemos na arena de igual para igual só que cada um seria o touro com os cornos apontados uns para os outros para que o sangue derramasse e um saísse vencedor. A ausência de consciência não é predominante só que em vez de estar direccionada para o bem do outro está apontada para o bem de cada um independentemente do preço a pagar até porque hoje não estamos em saldos e por sua vez a concepção de preço não existe em virtude de não existirem todos os outros princípios básicos da humanidade.

É simplesmente nauseabundo.

E como exemplo desta falta de ética, deontologia e princípios morais da humanidade temos o recente caso de numa estação de serviço onde está uma mulher com um carrinho de bebé e nesse mesmo o bebé deitado e de repente o carrinho começa a andar em direcção á linha quando o comboio passa por cima dele isto tudo foi filmado por uma câmara dentro da supra citada estação a seguir diz o jornalistas que o bebé foi retirado com vida debaixo do comboio, no entanto não se viu a pessoa a ir retirá-lo e a câmara por sua vez continuou a filmar e não se viu o bebé portanto posso chegar á conclusão que ele está de facto morto por que se assim não fosse mostravam as imagens todas inclusive o próprio bebé sem um arranhão mas assim não aconteceu.

A diarreia mental da humanidade sobredotada dos eus caracterizada como individualista, analfabeta, abrupta, intolerante, indiferente, oca egoísta e ingénua.

Soberbo…